terça-feira, 9 de agosto de 2016

E VOCÊ SE FOI

E VOCÊ SE FOI


poesia, amor que se foi, amor romântico, amor perdido, foras e tocos


E você se foi
Tão pouco ficou
Não entendo bem o motivo da partida
Fiquei no vácuo do não compreendido

Será que o entendimento
Melhoraria o sentimento de rejeição?
Tenho minhas dúvidas
Explicações nem sempre consolam

Dentro de mim o desejo ainda arde
Certas chamas demoram a tornarem-se brasas
Certas brasas demoram a tornarem-se pó
Essa é minha inquietação

Tento apagar a brasa com a razão
Enquanto o corpo tem seu próprio tempo
Não se abaixa ao comando da cabeça
Seu senhor é o coração

Oh coração tolo
Foi acreditar numa ilusão
Melhor viver de tolices
Que nunca ferir-se em emoção

Um dia essa brasa se apaga
Esqueço toda tristeza
E volto a caminhar no jardim do imprevisível
Inocência renovada, coração aberto de novo

Como é pueril esse desejo de amar
Tem o afeto incondicional de criança pequena
E memória fraca de velhinho caduco
Logo logo esquece a brasa e começa tudo de novo


Adriana Freitas
Psicoterapeuta Sistêmica
em Belo Horizonte
Instagran: @solteirosecasais


Referência da Figura:
1. foto extraída do site: http://morguefile.com/search/morguefile/3/bye/pop


#adrianafreitas #adrianafreitaspsicoterapeuta #solteirosecasais #amor #afetividade #carinho #relacionamentos #relação #comportamento #terapiadecasal #sexualidade #casal #casamento #solteiros #saúde #comunicação #paixão #carência #parceiro #cuidar #saudades #psicologia #psicóloga #terapiafamiliar #sistêmica #visãosistêmica #terapia #belohorizonte #psicologabh #evocêsefoi










Nenhum comentário:

Postar um comentário