domingo, 8 de março de 2015

UMA RECEITA PRONTA PARA A VIDA



UMA RECEITA PRONTA PARA A VIDA

receita vida, receita, pular abismo, medo, segurança, espontaneidade
Cansei de ter uma receita pronta para a vida.
Como somos controladores! O tempo todo inventamos receitas para controlar os outros, a nós mesmos e a nossa realidade.
Tudo por medo, medo de sofrer, de sermos enganados, de sermos traídos, medo de criarmos expectativas que não serão correspondidas.
Assim levamos a vida. Essas receitas nos dão a ilusão de segurança, de que não seremos machucados uma vez e depois novamente.
Várias são as receitas prontas.
Há a receita dos casados para sempre... mesmo quando a relação afetiva já acabou faz muito tempo.
Outra receita é a do “antes só que mal acompanhado”, sendo que a preferência é por ficar sozinho para não correr certos riscos.
Também tem a do “estamos juntos por causa dos filhos”. Coitados! Que missão essa de unir os pais!
E a receita dos mortos-vivos? Um ou ambos os parceiros estão mortos emocionalmente, aprisionados em lutos ou defesas do passado e um compromisso maior com a morte do que com a vida.
Não podemos esquecer as receitas dos jogos emocionais “isso pode, isso não pode” nas relações. Os indivíduos perdem toda a liberdade de ser, agindo conforme o que alguém ditou que era certo ou errado fazer em termos relacionais.
Tampouco podemos duvidar da receita “vamos destruir um ao outro” mas nunca desistiremos de ganhar.
Receitas e mais receitas!!! Afff é a morte da espontaneidade!
Tememos muito experimentar receitas novas sem olhar uma receita pronta! O bolo pode ficar embatumado, argumentamos, vamos desperdiçar os ingredientes. Mas é por causa do medo que não criamos algo novo e ficamos enredados nas receitas velhas.
E como experimentar uma receita nova de amor, se não nos desfizermos, destruirmos, abandonarmos ou suplantarmos as velhas e conhecidas receitas amorosas familiares?
Impossível!
É preciso estar disposto, é preciso correr riscos, é preciso enfrentar os medos, é preciso deixar o peito aberto, talvez sangrando.
Vale a pena? Não sei. Há quem diga que não valha. Só sei que não estou cabendo mais nas velhas receitas e não vejo nenhuma saída a não ser me atirar no precipício, de olhos fechados, com fé de que a vida tem algo de melhor pra oferecer, caso eu decida não aceitar mais o velho enquadramento.
Estou com medo...
Estou com coragem...
Estou comigo.
 Adriana Freitas
Psicoterapeuta Sistêmica
em Belo Horizonte

Referência da Figura
 imagem retirada do google imagens.
#adrianafreitas #solteirosecasais #amor #afetividade #carinho #relacionamentos #relação #comportamento #terapiadecasal #sexualidade #casal #casamento #solteiros #saúde #comunicação #paixão #carência #parceiro #cuidar #saudades #psicologia #psicóloga #terapiafamiliar #sistêmica #visãosistêmica #terapia #belohorizonte #umareceitaprontaparaavida #receitaparavida

Nenhum comentário:

Postar um comentário