domingo, 9 de março de 2014

SAUDADES DO NÃO VIVIDO


SAUDADES

Saudades, não vivido, memória, lembranças, raízes, asas, pássaros, amor


Este post se resume a apenas alguns versinhos, inspirados pelo texto “Viver não dói” de Drummond, que me relembrou que “Nossa dor não advém de coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram”. Aproveito também a ideia do livro “Viver a vida não vivida” de Robert A. Johnson e Jerry M. Ruhl. E finalizo com versos maravilhosos de William Blake!

SAUDADES DO NÃO VIVIDO


Como é possível viver e conviver com saudades
Saudades alegres e dolorosas
Delírios deliciosamente enlouquecidos
De algo que não vivi?

Pois já sinto saudades!
Saudades de algo que ainda não se foi
De algo que demora em ir-se
Mas que em breve se irá

Mais saudades ainda
Sinto da vida que não iremos viver
Dos sorrisos que não iremos trocar
Dos sentimentos que não iremos compartilhar    

Saudades dos restaurantes que não iremos
Das músicas que não ouviremos nem dançaremos
Dos filmes que não assistiremos
Das alegrias e tristezas que não dividiremos

Fica uma nostalgia prévia das viagens que não faremos
Das cidades e países que não conheceremos
Das aventuras que não viveremos
Das memórias que não construiremos

As vezes eu me acho uma romântica tola
Esperando que a vida corresponda
As minhas tolas expectativas de raízes
Mas ela insiste em me ensinar as lições das asas

Asas são maravilhosas
Eu mesma gosto muito das minhas
Mas asas podem ser muito tristes
Quando significam despedidas

Já a memória é uma faca de dois gumes
Pode nos fazer lembrar das dores
E dos amores idos
Fazendo reviver toda sorte de sentimentos

Sinto saudades antecipadas
Minha memória ansiosa já foi ao futuro
E imaginou como me sentirei sem você
Um misto de vazio e alegria
Saudades, não vivido, memória, lembranças, raízes, asas, pássaros, amor 
Estas saudades são do tipo preciosas
Daquelas que a gente gosta de visitar de vez em quando
Lembranças de adoráveis momentos vividos e desejados
Guardados no fundo do coração

Relacionamentos as vezes são pássaros em vôo
Prendê-los em gaiolas significa a morte do pássaro e do prisioneiro
Deixá-los ir significa liberdade de amar sem amarras
Amar o vivido e amar o não vivido eterniza o amor.


"Aquele que se deixa prender por uma Alegria
Rasga as asas da vida;
Aquele que beija a Alegria enquanto ela voa
Vive no amanhecer da Eternidade."

Saudades, não vivido, memória, lembranças, raízes, asas, pássaros, amor

Adriana Freitas
Psicoterapeuta Sistêmica em BH

Imagens:
3 - http://www.redbubble.com/people/theartoflove/works/6883646-free?c=27861-art-from-the-heart&ref=work_carousel_work_collection_1

#adrianafreitas #solteirosecasais #amor #afetividade #carinho #relacionamentos #relação #comportamento #terapiadecasal #sexualidade #casal #casamento #solteiros #saúde #comunicação #paixão #carência #parceiro #cuidar #saudades #psicologia #psicóloga #terapiafamiliar #sistêmica #visãosistêmica #terapia 

6 comentários:

  1. QUE LINDO ADRIANA....PERFEITO!
    O sofrimento muitas vezes realmente é do que não foi vivido....JÔ ....bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por deixar seu comentário Jô! Um forte abraço, Adriana

      Excluir
  2. Nossa, Adriana! Que coisa linda. Também sinto essas saudades... bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário Renata! Acho que sempre teremos saudades das escolhas deixadas de lado, mas faz parte da vida! Não dá pra viver tudo que gostaríamos... Um abraço, Adriana

      Excluir
  3. E como falou Francisco Otaviano:
    Quem passou pela vida em brancas nuvens - e em placido repouso adormeceu
    Quem nunca sentiu o frio da desgraça,quem passou pela vida e não sofreu.
    Foi espectro de homem, não foi homem
    Só passou pela vida e não viveu...

    ResponderExcluir
  4. Olá Anônimo, se voltar aqui no comentário, deixe seu nome! É importante pra mim acompanhar pessoalmente os leitores.
    Obrigada por deixar seu comentário. Eu não passo pela vida em brancas nuvens e vc? Mas infelizmente tem muita gente que tenta, levantando suas defesas para não sofrer. Espero não fechar meu coração pelo medo.
    Um abraço, Adriana

    ResponderExcluir