sexta-feira, 7 de setembro de 2018

SOMOS INDEPENDENTES?


SOMOS INDEPENDENTES?


7 de setembro, 2018, independencia do brasil, pensar fora da caixa, comunicação, bandeira do brasil



Aproveitando a data comemorativa de 7 de setembro, gostaria de trazer uma reflexão sobre a independência nas nossas vidas.

Infelizmente não temos muita noção do quanto somos manipulados e conduzidos pelos sistemas de poder ao nosso redor. Recebemos mensagens diretas e indiretas, desde a política mundial até os sistemas familiares mais próximos, sobre o que é certo ou errado, o que devemos ou não devemos fazer.
É uma ilusão acharmos que somos independentes.

Não fomos educados para pensar. Não há interesse em que a população tenha autonomia e comece a questionar as definições arranjadas pelos sistemas de poder, que só a uma minoria beneficia.

Portanto, fica muito claro o real motivo da falta de investimento na Educação. Quanto mais sucateado for o aprendizado, menos as crianças aprendem a pensar com análise crítica e autonomia, tornando-se adultos facilmente domináveis.

Num âmbito mais familiar, também não somos educados para expressar nossas emoções, sentimentos e demandas com clareza. Nem sempre somos ouvidos.
A divergência de pensamentos e posicionamentos geralmente produz conflitos e confusões nas relações mais íntimas. Aprendemos que a diferença resulta em rejeição, crítica e punição, e o melhor mesmo é nos calar e não expressar nossas angústias, dores e contraposições, para não correr o risco de perder o amor dos nossos entes queridos.

A comunicação é um problema recorrente nas relações familiares, de casal, empresariais e entre amigos.

Também não somos independentes para sentir e falar.

Inseridos nesses sistemas, construir uma independência e autonomia se torna um grande desafio:

* precisamos aprender a ser questionadores – não aceitar as falsas verdades impostas pelos sistemas de poder mais amplos, sem fazer uma análise crítica e reflexiva.

*precisamos aprender a buscar conhecimentos com firme decisão – ter uma postura de pesquisadores, de investigadores.

* precisamos parar de nos anestesiar com álcool, drogas e demais compulsões para aliviar nossas angústias existenciais, nos esforçando para ter uma postura ativa na busca de uma vida mais digna para nós.

*precisamos eliminar a “preguiça” existencial que nos deixa paralisados numa vida ruim, de forma passiva e vitimizada que coloca a culpa nos outros e nesses sistemas corruptos mais amplos.

Essa construção é muito trabalhosa e requer muito esforço da nossa parte. Não é para os preguiçosos e acomodados e sim para os corajosos e determinados.
Em qual categoria você se encaixa?


 Adriana Freitas

Psicoterapeuta Sistêmica
e Terapeuta de Casais
em Belo Horizonte
fb.me/adrianafreitas.blog.youtube 
Instagram: @adrianafreitas.blog.youtube




Referência da Figura
1. Imagem retirada do google imagens


#adrianafreitas #adrianafreitaspsicoterapeuta #solteirosecasais #amor #afetividade #carinho #relacionamentos #relação #comportamento #terapiadecasal #sexualidade #casal #casamento #solteiros #saúde #comunicação #paixão #carência #parceiro #cuidar #saudades #psicologia #psicóloga #terapiafamiliar #sistêmica #visãosistêmica #terapia #belohorizonte #psicologabh  #poesia #versinhos #psicologia #terapiasistemica #terapiadecasal #terapiadoprazer #terapiafamiliar #blog #pegaefaz #busquemconhecimento #saude #qualidadedevida #belohorizonte






quinta-feira, 23 de agosto de 2018

QUANTOS AMANHECERES?

QUANTOS AMANHECERES?


poesia, da janela lateral, paisagem, amanhecer, psicologia, terapia sistemica, terapia familiar, terapia de casal, psicologa em bh, autoconhecimento, autoestima

Olhando dessa janela
Esse lindo amanhecer
Me pego numa leve melancolia
Me perguntando quantos amanheceres ainda passarei sem você aqui na minha cama

As vezes sua ausência dói 
Corrói por dentro 
uma parte leve e suave que eu tenho 
Aquela que ainda acredita no amor

Bate um cansaço 
ver outros homens passando por essa cama
Amores fugazes
Que preenchem minha solidão enquanto você não vem

Onde você está meu amor?
Quais amanheceres você tem saboreado 
que não são os meus?

Eu respiro esse amanhecer
Eu respiro o frio que entra pela janela
Meus pulmões parecem se encher pela primeira vez
Meu coração pulsa calmo

Minha alma vagueia nessa paisagem
Um vazio invade o meu ser
Fico sem pensar por alguns segundos
Relaxo 


Quando você estiver aqui meu amor
Seu olhar cruzará com meu olhar 
enquanto eu vagueio na janela
Meu sorriso será inevitável 


Sua presença me encherá  de alegria
A paisagem ficará mais cintilante
Porque os olhos, com o amor
Veêm o mundo mais colorido 

Adriana Freitas
Psicoterapeuta Sistêmica
e Terapeuta de Casais
em Belo Horizonte
fb.me/adrianafreitas.blog.youtube 
Instagram: @adrianafreitas.blog.youtube




Referência da Figura
1. Foto Minha - amanhecer da janela do meu quarto


#adrianafreitas #adrianafreitaspsicoterapeuta #solteirosecasais #amor #afetividade #carinho #relacionamentos #relação #comportamento #terapiadecasal #sexualidade #casal #casamento #solteiros #saúde #comunicação #paixão #carência #parceiro #cuidar #saudades #psicologia #psicóloga #terapiafamiliar #sistêmica #visãosistêmica #terapia #belohorizonte #psicologabh  #poesia #versinhos #psicologia #terapiasistemica #terapiadecasal #terapiadoprazer #terapiafamiliar #blog #pegaefaz #busquemconhecimento #saude #qualidadedevida #belohorizonte

CHUTAR O BALDE

CHUTAR O BALDE


chutar o balde, chutando o balde, mudanças, mudança radical, crise, crise existencial, terapia, terapia familiar, terapia de casal, psicologa em bh, terapia sistemica, psicologia, autoconhecimento, autoestima

Às vezes na vida é preciso chutar o balde, fazer mudanças radicais.

Infelizmente nos habituamos até mesmo ao que é ruim. Ficamos dependentes de padrões negativos que só pesam nossas vidas. E o pior, nem percebemos ou nem enxergamos saídas.

Presos a relacionamentos tóxicos, a empregos abusivos, a familiares controladoes, manipuladores ou autoritários, a padrões indignos, vivemos uma vida sufocada, conflituosa, triste ou infeliz.

Algumas transformações podem ser graduais, processuais, como uma mudança de profissão, de cidade, ou de hábitos, etc.

Mas algumas, só chutando o balde mesmo. 
É comum que alguns indivíduos produzam melhores mudanças quando estão em crise. 
Chegar ao fundo do poço leva a uma profunda transformação interior que refletirá no exterior.

A principal habilidade a desenvolver é a coragem. Coragem de arriscar. 
Muitos tem medo da mudança por vários motivos: medo de magoar o outro, medo de não dar certo, medo de fracassar, medo de se perder... 


Geralmente as fantasias sobre a mudança são mais negativas que positivas. Não costumamos fantasiar positivamente, que vai dar tudo certo, que vamos conseguir, que vamos ser mais felizes.

Tememos a crise mas não há mudancas profundas sem crise. Quando estamos muito cristalizados na doença, somente uma crise brava consegue quebrar nossas amarras rígidas e antigas.

Viva a crise!! Viva a sua crise com consciência para utilizá-la como oportunidade de crescimento. Abra-se para o novo!

Está na sua hora de chutar o balde?

Adriana Freitas
Psicoterapeuta Sistêmica
e Terapeuta de Casais
em Belo Horizonte
fb.me/adrianafreitas.blog.youtube 
Instagram: @adrianafreitas.blog.youtube




Referência da Figura
1. Imagem extraída do google imagens


#adrianafreitas #adrianafreitaspsicoterapeuta #solteirosecasais #amor #afetividade #carinho #relacionamentos #relação #comportamento #terapiadecasal #sexualidade #casal #casamento #solteiros #saúde #comunicação #paixão #carência #parceiro #cuidar #saudades #psicologia #psicóloga #terapiafamiliar #sistêmica #visãosistêmica #terapia #belohorizonte #psicologabh  #autoconhecimento #saude #qualidadedevida #mudanca #psicologia#terapiasistemica #terapiadecasal#terapiafamiliar #belohorizonte#autoestima #pegaefaz#busquemconhecimento

OS DISPOSTOS SE ATRAEM

OS DISPOSTOS SE ATRAEM



os dispostos se atraem, atração, terapia de casal, psicologia, terapia sistemica, terapia familiar, psicologa bh, autoconhecimento, autoestima, relacionamentos, site relacionamentos


Você já parou pra pensar o quanto está disposto a investir num relacionamento?

Geralmente entramos numa relação amorosa com a fantasia de que tudo vai fluir magicamente e dar certo espontaneamente sem que façamos nenhum reforço.

Infelizmente não funciona assim. 
Relacionar dá trabalho! É preciso ter disposição, paciência, persistência e perseverança.

A paixão é um momento quase perfeito. Tudo funciona bem. Eu dou o melhor de mim e o outro dá o melhor de si. 
Passada a paixão vem a realidade e nossos defeitos aparecem assim como nossas carências ocultas. Enxergar a realidade nem sempre é facil. A pessoa da paixão e a pessoa real parecem ser completamente diferentes e opostas.

Esse é o momento que os casais mais se separam. Não toleram a frustração, ficam com raiva, se sentem traídos e não sabem lidar com as diferenças. Perdem a chance de evoluir juntos.

Muitas vezes entram no módulo bélico de se relacionar, disputam poder, culpam e tentam mudar o outro a qualquer custo, chegando até a tentar matar o outro, real ou simbolicamente. Isso não é amor, está longe de ser... Já dizia o coach relacional Arly Cravo que "quando o poder entra pela porta, o amor sai pela janela" (ou algo do tipo rsrs)

O namoro é o grande aprendizado de Modular a Alma um do outro, com amor e afeto. 
A arte de negociar é muito importante nesse período para que as necessidades de ambos sejam nutridas.

Uma boa dose de individuação ajuda cada parceiro a saber cuidar de si para não projetar velhas carências na relação. Eu cuido de mim, você cuida de si e nós cuidamos um do outro e da relação.

Precisamos estar adultos e não mais crianças carentes. Precisamos dar amor maduro e não só esperar sermos amados de forma infantil.

Se você deseja uma relação amorosa digna, uma verdadeira parceria que valha a pena, procure alguém realmente disposto, a crescer e evoluir com você! 



Adriana Freitas
Psicoterapeuta Sistêmica
e Terapeuta de Casais
em Belo Horizonte
fb.me/adrianafreitas.blog.youtube 
Instagram: @adrianafreitas.blog.youtube




Referência da Figura
1. Foto tirada numa lojinha do CCBB em Belo Horizonte


#adrianafreitas #adrianafreitaspsicoterapeuta #solteirosecasais #amor #afetividade #carinho #relacionamentos #relação #comportamento #terapiadecasal #sexualidade #casal #casamento #solteiros #saúde #comunicação #paixão #carência #parceiro #cuidar #saudades #psicologia #psicóloga #terapiafamiliar #sistêmica #visãosistêmica #terapia #belohorizonte #psicologabh #psicologia #terapiasistemica #terapiadecasal#terapiafamiliar #autoconhecimento #autoestima #pegaefaz #saude#qualidadedevida #busquemconhecimento #arlycravo#belohorizonte #amor #namoro